Na véspera…

Fernando Uribe (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) Kléber Leite Blog

Na véspera da decisão pela vaga, nas oitavas de final da Libertadores, ainda na parte da manhã, é anunciada a relação dos jogadores rubro-negros para a viagem rumo a Belo Horizonte e, a ausência do centroavante Uribe, chamou a atenção de todos.

O espanto geral não foi pelo fato de ter se cometido alguma injustiça e sim, pela quantia paga para trazer o atacante que, pelo que nada demonstrou até agora, passou a ser a última opção para o comando de ataque.

Vocês estão lembrados de quando surgiu o interesse do Flamengo por Uribe, após consultar alguém em quem confio e com pleno conhecimento de causa, aqui no blog divulguei que, infelizmente, por esta informação confiável, Uribe não era nada demais?

Pois é. Sabem de quanto tempo precisei para obter uma informação precisa? Cinco minutos. Será que só eu tenho amigos confiáveis, que conhecem futebol, espalhados mundo afora?

Em síntese, causa profunda estranheza que um esquema profissional, com recursos e alta tecnologia, em pleno ano de 2018, compre gato por lebre…

Este é o nosso “Centro de Inteligência do Departamento de Futebol”… Francamente…

E, não falei no Ceifador… caramba quanto dinheiro jogado fora. Infelizmente, das três opções para a camisa 9, nenhuma me anima. A vantagem de Lincoln é que não custou nada…

Continuo afirmando que, quando não se tem, se improvisa. Como centroavante bom, não temos, melhor recorrer à criatividade, com Vitinho como falso nove, e qualquer um pela esquerda. Talvez Marlos, que tem habilidade. Pena ser vagalume.

Se dá para classificar? Respondo com outra pergunta. No futebol, o que não dá? Como diria o filósofo da objetividade: “difícil, mas não impossível”. E, acrescento: se jogarmos os 90 minutos como jogamos os últimos 25, contra o Grêmio, em Porto Alegre, dá para sonhar. Aliás, é o único jeito.


Mudando de assunto. O nosso bravo, querido e competente mediador deste blog, Robert Rodrigues, informou que durante todo o dia houve verdadeira invasão, por parte de torcedores do São Paulo, com ameaças e insultos dos mais variados.

O meu “pecado” foi ter afirmado – e reafirmo – que acho o elenco do Flamengo – o time também – superior ao do clube paulista. Caramba, que ofensa é essa?

Para os invasores agressores, dois recados.

  1. Neste blog o pensamento é livre, desde que, externado com educação. Portanto, a casa também é de vocês, desde que, não agridam.
  2. Medo é palavra que jamais existiu no meu dicionário de vida. Como diria meu querido ex-companheiro de Rádio Globo, Mário Vianna, “só duas aves morrem de véspera. Peru e porco!!!”

Voltando ao que interessa. Vai ser difícil, mas quem sabe…

Uma coisa é certa: muita emoção!!! E, que São Judas esteja por lá…

1 Comentário

  1. Kleber meu querido….acho engraçado que em um espaço reservado para de falar de Flamengo e para flamenguistas,os bambis venham aqui dar faniquito….eh cada uma….quem está sofrendo com isso tb eh o Mauro Cézar Pereira….engraçado eh que mídia bairrista lá eles podem ter a vontade e vem perturbar aqui?Kleber,como desejo essa classificação amanhã,será uma espécie de EXpurgo Rubro-negro!!!que amanhã os bananas entrem com brio e sangue nos olhos e joguem por nós!

    Reply
  2. Kléber só de pensar que Maxi Lopes veio de graça ao Vasco e que em poucos jogos com a camisa do Vasco e mesmo sem estar na plenitude da questão física, já fez muito mais do que o Henrique Dourado e Fernando Uribe juntos.

    Esse Centro de excelência é bem falho mesmo, ta na hora dele ser abolido o mais rápido possível.

    Reply
  3. Se o Mais Querido anuncia o Maxi Lopes muitos estariam aqui espinafrando o “Centro de Inteligência”. Então vamos com calma, galera!

    Quanto ao jogo de amanhã, acho que a melhor escalação seja realmente a do Marlos Moreno pela esquerda e Vitinho centralizado. Assim como na final da Copa do Brasil, o Mano jogará para não sofrer gols (naquela ocasião foi nítida sua estratégia de levar a decisão para os pênaltis) e o colombiano pode usar sua habilidade para abrir a defesa mineira. Pena, como disse o Kléber, ele ser um vagalume.

    É torcer para São Judas Tadeu iluminar nossos jogadores e quem sabe o Everton Ribeiro – que vem jogando muito bem – brilhe no Mineirão como em 2013/2014. Estou confiante!

    Abs e SRN

    Reply
  4. Na Libertadores podem 7 no banco e pelas informações do repórter Vene Casagrande, o Barbieri treinou com Marlos e Vitinho no ataque. Aí não precisa 3 atacantes no banco.

    Até o Mauro Cezar indicava o Uribe para substituir o Guerrero. Num campeonato mais rico que o nosso, ele tem uma marca de quase 70 gols em 120 jogos. Era rei por lá.

    Assim como os demais estrangeiros, vai demorar pra se adaptar. O melhor caso é o do Borja no Palmeiras.

    Reply
    • Concordo, Henrique.
      Vimos muito pouco para espinafrar o cara.
      Só quero observar após a pré-temporada do próximo ano.
      Se não estourar, aí, sim, poderei dizer que foi falha de avaliação…

      Reply
      • nós vimos pouco pra do cara, eu concordo. A 1a impressão é que ele é um bonde..pode até ser que mude, mas parece dificil. Não acho válida a comparação com o Borja, pq esse todos que acompanharam o Atletico Nacional viram que ele tinha qualidade, antes dele vir pro Brasil. Minha dúvida é: alguém do Flamengo viu o bastante antes de contratar o cara para ser o centroavante titular? quantos jogos viram dele ao vivo lá no México?
        Ainda nem sei o que é pior, esse Uribe ainda tem o beneficio da dúvida, agora o Dourado esse era sabido que é ruim. E ainda pagaram uma fortuna por ele.

        Reply
  5. Henrique, amigo,
    O futebol e os números, muitas vezes não caminham juntos.
    Muitos pernas de pau já foram importantes para os números e nunca jogaram nada.
    O futebol é simples. O cara sabe ou não jogar bola. O Ceifador foi o artilheiro do último Campeonato Brasileiro. E daí? Junte Ceifador e Uribe. Como diria o João, “dos dois, não sai um jogador”.
    O futebol é simples. O cara joga ou, não. Simples assim…
    Forte abraço.

    Reply
    • Kleber Leite, não caminham juntos mesmo. Basta lembrar de Josiel que fez trocentos em outro clube e veio para o Flamengo. Só que aqui a realidade veio a tona

      Reply
      • A questão é simples,muito cedo para julgar uma pessoa por alguns jogos que fez.

        E o mesmo vale para o julgamento para baixo caso do Uribe como para cima caso do Max.

        Vamos ser paciente e dar tempo ao tempo,pois se fosse questão de jogar ou não o Ewerton seria já descartado pela nossa torcida e hj depois de um pré enoitada está aí jogando o fino.

        E na minha opinião hj é notório com o futebol de contato sabermos diferencia o bom de jogador do mau.

        Reply
    • Kleber,
      Se para nós, torcedores comuns, é péssimo ver um atleta que não “dá certo”, fico imaginando a cabeça do Dirigente que o contratou.
      O senhor, que foi Presidente e Diretor de Futebol, como é conviver com um atleta que simplesmente não dá certo? Fica remoendo a escolha a cada partida ruim? Pensando no dinheiro que acabou sendo gasto pelo clube? Põe a cabeça no travesseiro e pensa “que m… que fizemos!?”?
      Conte-nos um pouco dessa desagradável experiência.
      Abraço!

      Reply
  6. Esse Uribe é uma imensa piada. Não joga nada.Essa contratação milionária deve ter “rolado uma propina” . Até o Aguirre do Botafogo é melhor que ele. Sem falar em Chará e Rojas , jogadores que o nosso inútil “Centro de Inteligência do Departamento de Futebol” não enxergou…
    Hoje, vamos enfrentar um adversário muito qualificado tecnicamente,experiente, na casa dele, um time que raramente se desarruma taticamente e começa vencendo por 2×0…sinceramente, como diria o velho Apolinho: ” Flamengo vai precisar parir um casal de porco de espinhos” , se quiser se classificar…Tomara que SJ.Tadeu esteja inspirado…
    Mas, como disse antes, eu iria de time misto hoje,bem fechado, o vexame será menor ! E poupamos jogadores pro único campeonato que podemos ganhar : o brasileirão…

    Reply
  7. Sou mais radical nesse tema, meu caro Guru!
    Por mais que “adaptação” seja a palavra da moda, pra quem é artilheiro nato, não perde gols feitos. Caso de Uribe contra o São Paulo…
    No México (Toluca), a baliza tem a mesma altura e largura. O que acontece é que contratamos um jogador ruim numa fase boa (Ceifador) e, uma incógnita que poucos viram jogar.
    Estivemos namorando Fred por algum tempo. Evidente que a escolha dele por Minas pesou na negociação. Com certeza, nossos problemas de perder gols teria terminado. O mesmo afirmo em relação ao ex Luis Fabiano…

    Reply
    • caro Egon concordo plenamente….mas a torcida do Flamengo tem birra com jogadores identificados com rivais….preferem aturar perebas….ae qd Fred estava pra fechar a rejeição foi tão intensa que desconfio que ele acertadamente preferiu ir ao cruzeiro…..ae temos que aturar Uribe e queijandos….Luiz Fabiano ja estava mal no vice,e com idade avançada,nessa discordo e ele nao vir eh reforço….mas bola fora maxima foi NAO ter trazido o Love(que parte da torcida tb encheu o saco)….esse se encaixaria como luva

      Reply
    • Egon, reveja o vídeo da final da Copa de 94 e o gol feito que o Romário perdeu. Falar em Maxi Lopes é piada de mau gosto, o que não foi o teu caso.

      Reply
      • kkkkkkkkk
        Amigo Henrique!
        O gol perdido pelo Romário é tão raridade, que o amigo guardou até a data… kkk
        SE enumerarmos os gols que perdemos todos os anos com Guerrero etc, vamos ter que arrumar uma tela 00-32 polegadas…
        Maz Lopes é sacanagem!!!!!

        Reply
  8. “A premissa da queda”

    O sempre brilhante quanto áspero repórter Mauro César contestou a “premissa” a qual a eliminação de uma competição beneficia o clube em prol de outra.

    O brilhante repórter aponta como comportamento mais provável após uma eliminação a queda no quesito técnico da equipe em questão, invariavelmente.

    Por estas e outras razões é que temos que ganhar esse jogo de logo mais, se possível por uma diferença de dois gols ou mais.

    Tbm por esta razão é que Barbieri joga suas fichas como comandante técnico da equipe em 2018, principalmente em se tratando de Libertadores da América, competição em que em 2017 apontou o fim da era Zé Ricardo.

    Assim meus senhores, se o Barbieri tem um coelho na cartola, se tem alguma reserva técnica, algum pulo do gato, algum diferencial, é hora de colocar todas as cartas na mesa.

    A promessa da entrada do Vitinho no comando de ataque é uma grande incógnita, mas meus senhores, é bem melhor que a certeza de ineficiência dos atuais camisas 9 Ceifador e Lyncon.

    Puxar a zaga adversária mais para fora de sua área pode ser a chave para melhorar a eficiência do ataque, e não tendo um 9 fixo a zaga se adianta, pois esta mais que claro que para um time que não joga para um centro avante fixo, mante-lo como peão é improdutivo.

    Vamos Flamengo!

    Reply
  9. Bom dia Kleber teno lido sempre todos os comentários e isto aqui parece casa da mãe Joana rs “Todos brigam e ninguém tem razão rs”.
    Vc tem razão qto às contratações equivocadas embora muitos tenham dito que foram excelentes,gostaria.de ver um relatório deste Centro de Inteligência…..porque acredito que deva existir ressalvas qto ao modelo de jogo e suas características. O Ceifador qdo consegue fazer algo e por ser individualmente fraco, precisa de dois extremas velozes para ele finalizar na área ou cruzamentos sobre a mesma ,e o Flamengo não joga assim.Qto ao Uribe prefiro aguardar um pouco mais porque até o momento não vi jogar e o nosso Lincoln a ” mentirinha” que se conta é que o moleque está deslumbrado e se achando,rs se fizer gol tá perdoado rs.
    Qto ao São Paulo vc tem razão,o jogo no Maracanã foi falso eles caíram o tempo pois não estavam suportando a pressão o Everton já vai ficar três semanas fora….
    Vi Cruzeiro e Fluminense e o lado direito deles é fraco e o moleque do Flu chamado Dodi deitou os cabelos chegou a colocar o Dedé na cobertura de quatro.
    Dá para ganhar….

    Reply
  10. Prezados,
    Em primeiro, que patético os “pitis” dos São Paulinos. Infelizmente o comportamento agressivo vem sendo comum na sociedade, inclusive os próprios programas esportivos atuam dessa forma, criando “briguinhas” entre os participantes da mesa redonda (aquele péssimo da FOX – dirigido pelo Benja, por exemplo).

    Quanto ao Uribe, acho que é muito cedo para fundamentar qualquer julgamento. Prefiro aguardar o próximo ano, com uma boa pré-temporada. O cara tem bons números jogando em um campeonato de qualidade similar, acho precipitado pedir a cabeça dele… Vale lembrar que no primeiro ano muitos chamaram o Cuellar de limitado, inclusive alguns colegas aqui do blog defendiam a escalação do potente Márcio Aráujo no lugar dele. EU LEMBRO DESSE CRIME! kkkk

    Reply
  11. O que está acontecendo com a Conmenbol? Proibir o Flamengo de jogar com seu uniforme tradicional, sendo que no jogo de ida o Cruzeiro pode jogar com o seu primeiro uniforme. Na final da Copa do Brasil jogamos assim e não houve nenhum problema. E para piorar determinou calção cinza e camisa branca, mas que combinação é essa que eu nunca vi. KD o Presidente EBM para questionar tal absurdo? Pobre Flamengo e futebol sulamericano, estamos perdidos…

    Reply
  12. Presidente, lemnro-me bem que enquanto voce dizia isso do Uribe, a imprensa do Rio de um modo geral, dizia que todos estavam impressionados com as finalizações do jogador, com aproveitamento notável.Quanto0 ao blog é normal que “invadam”, em razão de que tenho lido sobre ele em paginas da Fox e na Radio Grenal quando dos jogos contra o Gremio e na transferencia de Guerrero. Educação é caro para quem paga, mas grátis para usa-la.

    Reply
  13. Concordo com quase tudo que o Kléber vem falando dos centroavantes, só acho que se derem mais oportunidades ao Lincon esse moleque ainda vai dar muitas alegrias. Tenho certeza se perguntarem em OF para os grandes jogadores do Flamengo ,eles irão preferir jogar com Lincon, porque tem habilidade, técnica e velocidade . Nenhum centroavante do elenco tem isso,mas em todo momento que falei sobre isso citei o Vagner Love como o meu centroavante favorito e,ainda acho que para o ano que vem poderia ser contratado.vamos hoje com fé em Deus que tudo pode acontecer, inclusive com nossa classificação com dramaticidade !

    Reply
    • A posição da Diretoria a gente já sabe: subserviência, bananice, aceitam tudo.
      E o Marketing deve ter adorado pra expor a segunda camisa.
      Eles não sabem que a camisa Rubro-Negra mete medo nos adversários. São bons mesmo é de finanças.

      Reply
  14. Marketing joga contra mais uma vez. Aceitaram jogar com o Cruzeiro com a camisa branca e calção cinza. Só faltou jogar de “chapa azul”.
    Quero meu rubro-negro de volta em 2019!!! Medíocres!!!

    Reply

Comente.