Noite delas e …finalmente, deles!!!

(Foto: Jeff Roberson / AFP)

(Foto: Jeff Roberson / AFP)

Esta foi uma noite de fatos novos para mim. Que ninguém se imagine suficientemente experiente a ponto de ignorar que as novidades estarão sempre prontas para aparecer.

O meu coração estava em Salvador, pois tenho um carinho todo especial pelo Renato Augusto e, sabia da importância deste jogo para ele.

Paralelo a isso, o fato de ser brasileiro e, brasileiro otimista, aquele que sempre acredita que, em se tratando de futebol, para nós sempre é possível…

Acontece que, nesta mesma noite já havia na programação familiar o jogo das nossas meninas do vôlei, no Maracanãzinho, contra o Japão.

Graças à tecnologia, vibrava ao vivo com as nossas meninas maravilhosas e, ao mesmo tempo, curtia no meu celular que, em boa hora escolhi o de tela maior, o jogo da nossa seleção, que precisava ganhar da Dinamarca de qualquer maneira.

No momento exato em que Renato Augusto saiu aplaudido pela torcida baiana, senti que a missão do meu celular havia sido cumprida. Desliguei o aparelho e me liguei exclusivamente nas meninas do vôlei.

O vôlei deixou de ser apenas um jogo e se transformou em um grande espetáculo. Organização, nota 10. Meninas, nota 11!!! Esta nossa seleção é de uma agressividade impressionante. Difícil
destacar alguém neste jogo. 3 a 0 com total autoridade. O Japão fez o que pôde.

Toda pinta de que a decisão será contra as americanas que, há menos de um mês vencemos por 3 a 2 e conquistamos, num jogo emocionante, o título mundial. Se pintar este jogo numa final, vai ser teste para cardíaco…

Parabéns ao querido Zé Roberto pelo lindo trabalho.

Voltando ao futebol, rolo a bola para o meu competente e dinâmico fiel escudeiro, Robert Rodrigues, para sua análise sobre a vitória brasileira por 4 a 0. Já sei que o nosso Robert está encantado com o Luan…


(Foto: Nelson Almeida / AFP)

(Foto: Nelson Almeida / AFP)

Hoje assistimos a uma seleção bem diferente, que se movimentou mais e envolveu o adversário, construindo a goleada até com certa naturalidade, com postura, pressionando desde o início, não sendo o time estático que vimos nas duas primeiras partidas.

Finalmente vimos a movimentação entre Gabriel Jesus, Gabriel (ou Gabigol) e Neymar funcionar e, para isso acontecer, a participação de Luan foi fundamental.

Luan chamou a responsabilidade, o que faltou a Neymar nos primeiros jogos, e distribuiu muito bem o jogo. O time se acertou com sua entrada que, diferentemente do que vem sendo dito, não atuou como um atacante – pelo menos não todo o tempo – mas sim ajudando a compor o meio campo, que era formado por uma linha mais defensiva, com Renato Augusto e Walace; tendo Luan e Neymar mais à frente, ambos “dialogando fácil” com o ataque formado pela nossa dupla de “Gabrieis”.

A retaguarda também funcionou, a rigor, nosso arqueiro Welerson foi um mero espectador, não fazendo qualquer defesa complicada e pouco aparecendo na partida. Importante para isso foi a boa atuação da nossa dupla de “volantes”, que soube marcar e sair para o jogo: Walace foi muito bem, e Renato Augusto ótimo, o que não surpreende a ninguém.

É válido destacar também o lateral Douglas Santos, que aproveitou o corredor que havia à sua frente e chegou fácil demais pela esquerda, tendo participação direta em mais de um gol. O lateral direito Zeca também fez bela partida, indo muito bem na parte defensiva.

Enfim, finalmente vimos nossa seleção estrear, e com uma goleada que reacende uma luz inédita e dourada, que quase se ofuscara nas duas primeiras partidas dessa disputa olímpica. Agora é correr atrás do caneco… ou melhor, da cobiçada – e tão querida- medalha de ouro!

Que venha o próximo, e que o time encaixe de novo!

Robert Rodrigues


Valeu, Robert. Amanhã, à tarde, vou para a Barra curtir o judô, na esperança de mais uma medalha de ouro para o Brasil.

Vou dormir ao som dos aplausos para Renato Augusto e encantado com o show das meninas do vôlei.

O soninho, com certeza, será uma delícia…

 

1 Comentário

  1. Presidente, quem critica o Neymar não sabe absolutamente nada de futebol. É a mesma crítica que o Messi recebe pelas atuações pela selação. Totalmente injustas.
    Mudando de assunto, gostaria de sugerir alguns temas para este blog. Falo por mim mas entendo que a galera gostaria de saber mais causos dos bastidores do futebol do Flamengo. Aqueles causos que podem se tornar públicos sem denegrir ou atingir a imagem de ninguém ou da própria instituição. Gostaria que o senhor falasse também da eleição do clube dos treza onde aquela senhora não votou com o senhor.
    Um outro tema seria a saída do Bebeto para o rival. Abraços.

    Reply
    • Luiz, o Neymar passa essa imagem de NeymarStar. A seleção joga nos EUA ele contrata uma assessoria social especializada em reunião de celebridades para assistir o jogo com Justin Bieber, Louis Hammilton, by night depois do jogo. Em Brasília, depois do amistoso ele contrata uma casa de festas para fazer um evento social, by night. A torcida observa e entende que estas coisas são uma ingerência no clima de concentração e dedicação que o jogador deveria ter perante a importância do evento, algo como uma reverência! Então ai vemos um NeymarNight visivelmente fora de forma, mas pesado, querendo resolver tudo individualmente e por vezes inseguro, se o resultado não vier, a torcida põe na conta dele. O povo é sábio meu caro Luiz Toledo.

      Reply
      • Hoje o técnico da Seleção fala assim… ” o Neymar tem apenas 24 anos, ñ pode sofrer essa pressão”, mas daqui a apenas 3 ou 4 anos vão começar a dizer … ” mas o Neymar Já tem 27 ou 28 anos ninguém pode cobrar que ele faça melhor ..” kkkk

        Vale lembrar que Neymar já disputou ALGUMAS competiçoes pela Seleção e até os 24 anos NENHUM TíTULO pela Sel brasileira.
        Pele foi REI com 17 e Ronaldo fenomeno com 17 voava em campo a ARRANCAVA da DEFESA para cima de 3 ou 4 adversários e era um SUFOCO para pará-lo, mesmo com faltas, ele foi REALMENTE FENOMENAL.

        Reply
        • Neymar ganhou a copa das confederações em 2013.

          É difícil comparar desempenho de jogadores por equipes diferentes. Provavelmente se Neymar jogasse com Didi e Garrincha, assim como Pelé, também seria campeão mundial.

          Ronaldo foi cracaço, mas com 17 anos era banco do Bebeto e 3ª opção de ataque, depois de Müller e Viola. Ganhou a copa de 2002 jogando com Rivaldo e R. Gaúcho arrebentando. Hoje o Neymar não tem ninguém do nível dele jogando ao lado. Apenas defensores.

          Se Romário jogasse no Flamengo de Zico, no lugar do Nunes, teria feito 2000 gols na carreira.

          Reply
    • Acho, na verdade, que o Neymar joga melhor pela seleção brasileira do que Messi pela argentina. Mas poucas pessoas entendem que futebol é COLETIVO e que o Messi não vai receber a bola em condições tão favoráveis pela seleção argentina assim como recebe de um time entrosado e que joga junto quase que diariamente a anos.

      O problema e solução do Neymar são iguais: individualismo. Pela seleção brasileira, até por ser nosso único craque, ele joga na posição que lhe é mais favorável e insiste em jogadas individuais em detrimento ao jogo coletivo. Como joga como atacante e próximo da área, esse estilo sempre resulta em chance de gol quando dá certo. O problema do neymar não é técnico, é comportamental, e aí sim as críticas são justíssimas. Ele consegue ser mais temperamental que o Guerrero, que já acho um exagero e já deveria ter sido multado várias vezes pelo Flamengo. Suas atitudes dentro e fora de campo são o total oposto do que esperamos de um capitão. A incongruência, para mim, é o técnico admitir que ele é imaturo e mesmo assim mantê-lo como capitão. Ou há desprezo pela faixa, a ponto de qualquer poder ser capitão, ou há uma total inversão de valores, aonde a faixa não demonstra o líder e sim o melhor jogador. Lembrando que em nossa maior seleção, a de 1970, Melho com Gênios como Pelé, Rivelino, Tostão, Gérson e Jairzinho, quem era o capitão era um lateral direito, Carlos Alberto Torres.

      Reply
  2. Não pude ver os jogos mencionados. Fico feliz de saber o que os jogadores da seleção entenderam a maior importância do coletivo sobre o individual. Que o Neymar entendeu que ele é jovem, mas os demais jogadores da seleção são bem mais jovens que ele, sem a experiência internacional que ele tem e de que era imperativo que ele assumisse o seu papel dentro desta seleção. Ele precisa dar exemplo pros demais. Quanto a seleção femenina de volei, o Zé Roberto é um excelente treinador. Gostaria de ver ele treinando o Flamengo quando seu tempo na seleção se findar. Forma grupois bem sucedidos a muito tempo. É um verdadeiro campeão.

    Reply
  3. Afinal, temos que parabenizar o Micale por fazer o óbvio? As metidas de bolas em lançamentos curtos na diagonal desmontaram a retranca Belga, ai ZR, se liga no jogo de ontem hein? O torneiro Olímpico não tem oitavas, da fase classificatória partem direto para as quartes, semis e final, as chances do título ficar na América do Sul são grandes.

    Reply
    • KKKK, Nino, não perde uma chance de cornetar nosso Zé!
      Mas falando do jogo, achei a exibição da Dinamarca péssima e o jogo enganoso. Houveram graves falhas de planejamento, já que o Micale vinha treinando o time em banho maria pro Dunga assumir, sem tempo de impor radicalmente seu próprio estilo de jogo. Foi confirmado com 24 horas restantes pro Brasil anunciar seu técnico (já que o Tite estava cotado) e nunca teve 100% de certeza de quais jogadores acima de 23 poderia levar, além do Neymar. Escolheu-se o Prass, que é excelente goleiro mas não acrescenta em nada ao nosso estilo de jogo e o Renato Augusto, que deve ser um cara muito bacana, mas devemos ter uns 7 jogadores melhor que ele pra armação e uns 2 melhor que ele como volantes. O Micale me parece perdido, entrou com 3 atacantes num esquema em que nenhum dos seus jogadores joga, basta comparar os estilos de jogo de Palmeiras, Grêmio, Santos e Barcelona. E no último jogo fez ainda pior, colocando 4 atacantes. No futebol tudo pode acontecer, até porque não sabemos como estão as outras seleções, mas hoje não há nada que possa dizer que vamos ganhar, a não ser jogadas individuais da nossa multidão de atacantes.

      Reply
      • Daniel, cornetar não cara, é sério mesmo, aquela bola metida em diagonal da intermediária para alguém infiltrando na área é uma boa opção para o ZR treinar.

        Reply
        • Nino, mas aí envolve qualidade técnica do jogador e dos adversários. Me lembra as mil bolas em nossos jogos que são lançadas e saem pela linha de fundo ou das que encontram um ponteiro, mas que só dá uma ciscadinha e toca pra trás. Nosso time não é essa maravilha. Mesmo nossos jogadores bons, como Rodinei, Alan Patrick, Éverton, Jorge, Arão, têm dificuldade em fazer essas jogadas. Os que têm qualidade pra fazer isso como Mancuello e Cuéllar (Vide o gol de Cirino contra o Coritiba) costumam ficar no banco. Espero que com o Diego, tenhamos este problema resolvido.

          Reply
          • Realmente Daniel, ai que esta o problema…As metidas, os domínios foram de muita qualidade. Lançadores até temos (Cuellar, Mancu, Diego). Agora imagina o Cirino mantando uma bola daquelas junto ao pé?

  4. MUDANDO DE ASSUNTO, O QUE TEM DE VERDADE, NA DECLARAÇÃO DO PREFEITO, SOBRE O FLAMENGO FAZER A ONDE HOJE E A ARENA RUGBY, A O ESTÁDIO DO MENGÃO? E SE ISSO FOR VERDADE QUAL SERIA A CAPACIDADE MÁXIMA DE PÚBLICO? E OUTRA ISSO QUER DIZER QUE O FLAMENGO DESISTIU DO MARACANÃ?

    Reply
    • Nelfla, o que o nosso prefeito esta sendo simpático com parte do eleitorado dele, afinal é ano de eleição, agradecemos. A arena é provisória (esperamos), afinal as tubulações e equipamentos são locados e o terreno é do Exército, então, tem dia data e hora de desmontar para ser negociado! A realidade do Maracanã: 1) Libera e fica operacional logo após as Para-Olimpíadas, acho improvável. 2) Processo licitatório esse ano ou ano que vêm, acho improvável. 3) Processo fica como esta, com o estado em litígio com a Odebrecht e os clubes entrando na justiça para fazer valer seus contratos e poder jogar no estádio, mais provável.

      Reply
      • Concordo, Nino.
        Houve, ainda na Gestão Patrícia Amorim, conversas para que o estádio da Gávea saísse do papel e abrigaria a os jogos de Rugby, igual o estádio de Deodoro. Iríamos ter a boa intenção do governo de aprovar e apressar as documentações baseado que era pras olimpíadas. Mas não vingou porque o Fla tava com o nome sujo, não tinha grana e nem investidor e à época achava-se que poderíamos participar da licitação do Maracanã. Os azuis entraram e a ordem era pagar conta e esse assunto foi deixado de lado. Uma pena.

        Reply
  5. Bom dia Presidente e amigos do Blog

    Alguma informaçao ou opniao sobre a declaracao do Prefeito sobre a hoje arena de Rigby se transformar em estadio do Flamengo:

    Reply
    • Idep, não é beeeem uma arena… tudo ali e provisório e pro Fla erguer uma arena ali teria que construir tudo ao redor incluindo estacionamento, que não tem. A localização é boa (não ótima) e se o terreno viesse de graça, também seria legal. Eu ainda prefiro Maracanã como palco para jogos de maior apelo e Gávea para jogos menores

      Reply
  6. Cotas de TV no campeonato ingles.

    Para mim essa foi a notícia mais importante para o futebol SUL AMERICANO. Está suurgindo um ABISMO FINANCEIRO entre a europa e o SULAMERICA

    Os países SUL AMéRICANOS tem que INCLUIR os ESTADOS UNIDOS e Canadá. Essa é a unica forma de REEQUILIBRAR o Brasil com a europa.

    Reply
  7. bom dia presidente , vamos voltar a falar sobre o estádio do flamengo . não vejo a hora de realizar esse sonho , acho que deveríamos entrar de cabeça nesse projeto e ajudar nessa empreitada , porque vai ser um marco para o flamengo . gostaria que você consultasse o bandeira para colocar a nação por dentro do assunto . não aguento mais esse deboche que não temos estádio e isso é horrível pra nós rubro negros, abraço e saudações rubro negras !!!!!!!

    Reply
    • Geraldo, isso é um exagero, vc esta literalmente entrando na pilha dos outros…Até 10 anos atrás não tinha essa história de estádio, o Maracanã era de todos….Após o erro histórico de se permitirem a entrega do Engenhão ao Botafogo, seguiu-se a leniência com a falta de interpelação do edital público de concessão do Maracanã, “por que clubes não poderiam fazer parede de uma concessão? Que é pública!”. Brevemente teremos um novo round dessa briga em condições bem mais favoráveis para o Flamengo (após os jogos, o clube tem que fazer uma campanha de mobilização púbica pela utilização do estádio).
      Agora Botafogo dizer que tem estádio, Vasco dizer que que elixo de S. Januário é estádio. Que Édson Passos é estádio, nem se liga nisso cara.

      Reply

Comente.